Sobre Mateus Anjos

Gamer, nerd, amante de tecnologia, adorador de bacon e caçador de zumbis. Tudo e um pouco mais de tudo que há de inútil no mundo.

IT’S NOT A TUMOR!!!!

Ola Veras! faz muito tempo que não escrevo aqui que até esqueci como começar um texto decentemente, portanto, vamos direto ao ponto. Arnold Schwarzenegger e suas frases clássicas.

Se você já viu algum filme deste astro austríaco do fisiculturismo e do cinema sabe que ele sempre fez o papel de brucutu em seus filmes e que na maioria deles, existem frases clássicas. Um exemplo destas frases é a que dá nome a este post. Ela foi dita no filme “Um tira no jardim de infância” (1990) reproduzida no vídeo abaixo:

Outras frases como “I’ll be back”, “Get down!”, “come with me if you want to live” e “Get to the choppa” marcaram tanto que o vocalista da banda “As I Lay Dying”, Tim Lambesis decidiu criar a banda Austrian Death Machine, uma banda de metal que homenageia todas as grandes frases de Schwarzenegger.

Eles lançaram seu primeiro cd, Total Brutal (referência  Total Recall, filme de 1990) em julho de 2008. Tim grava todo o vocal, baixo, guitarra e bateria (SIM!!) enquanto Chad Ackerman apenas faz as vozes e personificação do Arnold.

Logo em 2009 já lançaram um segundo cd chamado Double Brutal, um cd duplo em que o primeiro cd continha músicas originais e o segundo continha covers.

Segue abaixo algumas das músicas da banda. Todas elas fazem referência a alguma frase dos filmes de Arnold.






Espero que tenham gostado e lembrem-se: GET DOWN!

Viagem em ondas sonoras

Olá meus queridos Veras. Hoje trago-lhes um dos jogos mais inovadores que já joguei. Não vi nenhum outro game que tivesse a mesma ideia que o lindo game lançado em fevereiro de 2008 pela Invisible Handlebar. Estou falando de Audiosurf. 

Lançado pela plataforma online Steam, o game custa, atualmente, míseros 10 Obamas. Digo mísero por um fator chave no jogo: ele é INFINITO! Audiosurf lê um arquivo de som do seu computador, analisa a música e cria uma “pista” para ela. Nessa pista você terá que guiar uma espécie de nave espacial (existem varias naves diferentes que representam modos diferentes de jogo e dificuldades diferentes) pegando blocos específicos e desvaindo de outros, tudo isso no ritmo e velocidade da música escolhida.

Já que o principal “combustível” para o games são as músicas em seu computador, ele é infinito, sempre terá uma música que vc não terá tocado com certa nave em certa dificuldade.

O game tem suporte para rankings online de todas as músicas jogadas. Audiosurf é uma obra-prima da inovação no gênero de jogos musicais. Perfeito para todos os gamers, casuais ou hardcore e até para não gamers. Se você gosta de música (principalmente eletrônica, o gênero que mais combina com o game) e quer uma diversão, barata, rápida e com um replay absurdo, Audiosurf é perfeito para você.

Clique aqui se quiser conhecer mais sobre o game, comprar ou então baixar a demo do jogo (que deixa você testar com até 5 músicas que você escolher). O game é leve e funciona na grande maioria dos computadores.

No mais, nada mais, até a próxima.

Nostalgia em uma URL

Olá meus caros Veras. Eu, como todo gamer, tenho minhas fases nostálgicas onde quero relembrar os tempos áureos do Super Nintendo, NES, Master System, Mega Drive ou quem sabe até, (algo que muitos aqui fizeram) jogar Pokémon no amado Game Boy. Sou tão saudosista que ainda tenho meu Super Nintendo, Game Boy Color e Mega Drive funcionando até hoje e em ótimo estado, diga-se de passagem. Um dos motivos por ter comprado um PSP foi para usar emuladores (jogar Super Mario ou Megaman X no busão não tem preço).

Em uma dessas fases nostálgicas eu encontrei um site que fez meus olhos de old gamer brilharem: VirtualSuperNES!

E pensar que esse jogo tem mais de 21 anos.

Sim Veras, é um site onde você joga os games do Super Nintendo diretamente do seu Navegador. Você clica em uma letra logo embaixo daquele ícones coloridos e pronto, seu game já está pronto para ser jogado. Os comandos estão logo na esquerda da tela. O site ainda disponibiliza, no mesmo esquema, jogos de Game Boy (COM POKÉMON!) e NES.

O site funciona perfeitamente, sem lag ou slowdown nenhum, embora eu ainda não tenha testado os jogos que usassem o chip SuperFX (Starfox do Super Nintendo por exemplo). Se o site tem algum defeito? Claro que tem. Você não pode assoprar os cartuchos, infelizmente.

Resident Evil 6 anunciado e com data de lançamento!

Olá Veras, tudo bem com vocês? Hoje venho aqui com um post mais light e mais nerd. Eu precisava compartilhar minha alegria com o mundo ao saber que hoje, dia 19 de janeiro de 2012, Resident Evil 6 foi anunciado, com data prevista para 20 de Novembro

Foto que vazou hoje de manhã antes do anúncio oficial

de 2012. Ainda não temos muitas informações sobre o game, mas a sinopse segue abaixo.

Passaram-se dez anos desde o incidente em Raccoon City e o presidente dos Estados Unidos decidiu revelar a verdade por trás do ocorrido na esperança de conter o ressurgimento do bioterrorismo. Mesmo estando do lado do presidente, Leon S. Kennedy é obrigado a tomar uma decisão difícil: eliminar o chefe de estado, infectado durante um desses ataques. Ao mesmo tempo, o membro da BSAA, Chris Redfield, chega à China sob a ameaça de outro ataque. Com nenhum país livre do bioterrorismo e o surgimento desses surtos, a população do mundo inteiro está unida para lutar contra um medo onde não há esperança.
Resident Evil 6 está em desenvolvimento para PlayStation 3, Xbox 360 e PC. O jogo deve ser lançado em 20 de novembro deste ano para os consoles, confirmando os rumores anteriormente divulgados. A data para o PC não foi divulgada.

Segue o trailer oficial do jogo:

Sinceramente, o trailer já tornou-se perfeito no momento em que a Capcom voltou as raízes trazendo os zumbis de volta. Infelizmente o game parece mais um jogo de ação do que o clássico Survival Horror, mas só de ver os zumbis de volta já fazem o anúncio valer a pena.

Por hoje é só isso gente. Se mais informações forem lançadas eu atualizarei este post.

Entenda um pouco sobre SOPA e PIPA e suas consequências

Imagine você acordar, ligar sua câmera pronto para fazer um vídeo, vlog, música, o que

será mais ou menos assim que vai acontecer.

seja, ai você termina seu trabalho e manda ele pro youtube. Depois de um tempo, o youtube olha pra você e grita: “No soup for you!” (fãs de Seinfeld entenderão). É isso que irá acontecer caso o SOPA (Stop Online Piracy Act) e o PIPA (Protect-IP Act) sejam aprovados no congresso estadounidense. Criados por Lamar S. Smith nos EUA, essas duas leis têm como intuito bloquear qualquer forma de conteúdo na internet que contenha algum tipo de copyright, seja ela uma foto, música, vídeo, enfim, tudo na internet basicamente seria bloqueado. Você não poderá mais entrar no 9gag e colocar uma nova tirinha (como na foto ao lado), você não poderá entrar no youtube e postar seu vídeo tocando alguma música e também poderá até ter suas discussões bloqueadas no Facebook. Tudo que tenha alguma forma de conteúdo não poderá ser divulgado pela internet. Pra piorar, se seu vídeo ou foto não for removido, o site pode ser tirado do ar. Sim meus caros Veras, se o youtube não policiar seus usuários, ele pode ser fechado, junto com Facebook, Wikipedia e outros. Para vocês terem uma ideia do quão sem sentido é essa lei, tenho um exemplo pra vocês: Se vocês fizerem o upload de uma música do Michael Jackson, vocês poderão pegar até 5 anos de prisão, um a mais do que o médico que matou o rei do pop.

SOPA bloquearia meu post já que estou pegando uma imagem do 9GAG.

Google e Facebook já avisaram que se estas leis forem aprovadas, fecharão todos seus serviços, mesmo que por um tempo limitado. Na prática, o PIPA quer bloquear todo e qualquer site que distribua conteúdo midiático ilegal ou qualquer outro vinculado a estes sites via bloqueio de DNS (mesmo estilo de censura da China e Irã). Um exemplo de site que poderia ser fechado é o Google, já que ele agrega em seu banco de dados sites de file-sharing como Megaupload e 4shared ou então anúncios publicitários de produtos que infringem copyright.


Se essas leis já existissem há algum tempo, Twitter, Facebook, Youtube e 4chan provavelmente nem existiriam. Sites como Wikipedia, o site oficial do Mozilla Firefox, 4chan, 9gag e o site oficial do Minecraft estão em protesto contra estas duas leis. Outra pessoa que já se posicionou contra SOPA foi Barack Obama (yes, we can stop SOPA!). O presidente norte-americano disse claramente em um comunicado há alguns dias que não apoia estes dois atos. Estou citando tudo isso para mostrar a vocês a monstruosidade que estas leis podem fazer com a itnernet.

Se em 2011 a resvita Time nomeou o Protestante como a figura mais marcante do ano, devemos honrar esse título e mostrar que estes ideais não ficaram apenas no ano passado. A lei pode sim ser apenas norte-americana, mas lembrem-se a internet é de todos. Não deixemos que dominem um lugar tão vasto como a internet, seja contra SOPA e PIPA, passe a mensagem para outras pessoas, vamos fazer com que todos saibam o que estão querendo fazer com a liberdade de expressão online.

É isso ai meus caros Veras, sei que os posts de política são da Renata mas não pude deixar passar isto, espero que tenham gostado. Até logo.

Dica pós-natal: A Batalha do Apocalipse

Olá meus queridos Veras! Quanto tempo que não venho até vocês com um pouquinho de cultura (inútil ou útil, é sempre mais informação). Enfim, hoje venho até vocês fazer uma recomendação pós-natal. Sim, Veras, vocês estão se perguntando “Mas por que você está recomendando agora, logo após o natal?”. A resposta é simples, muitos de vocês ganharam dinheiro de natal, ou ainda têm aquele ínfimo restinho do 13º e não sabem no que usar esse dinheiro. Por isso estou aqui para dar-lhes uma luz sobre este problema.

A recomendação da vez é um livro que eu ainda não terminei e pretendia fazer este post quando terminasse, mas o livro é tão bom, tão envolvente, que eu não estou mais conseguindo não escrever sobre o mesmo.

O livro do qual estou falando é de um autor brasileiro, relativamente novo até. Estou falando de A Batalha do Apocalipse: Da Queda dos Anjos ao Crepúsculo do Mundo de Eduardo Spohr. Fãs do site Jovem Nerd e do podcast Nerdcast já estão familiarizados com o livro e com o autor que ocasionalmente participa de alguns episódios do cast.

Capa da versão exclusiva vendida pelo site Jovem Nerd.

Publicado pela primeira vez em 2007 pelo site Jovem Nerd, em 2009 pelo selo editorial do site e em 2010 pela editora Verus conta a história de Ablon, um anjo renegado, condenado a vagar pela Terra em seu avatar carnal por ter se rebelado junto com outros anjos contra a tirania do Arcanjo Miguel e suas matanças na Terra. Conta também a história de Shamira, uma feiticeira necromante que Ablon conheceu vários anos antes do nascer de Cristo. Sim meus caros, o livro se passa em um período próximo no Rio de Janeiro, mas um dos melhores pontos do livro é que ele conta várias das antigas aventuras de Ablon, passando pela China, Jerusalém, Grécia e outras localidades antigas.

Segundo o livro, Ablon é um querubim, uma raça de anjos guerreiros, predadores treinados, disciplinados e experientes em combate. Além dos querubins, o livro detalha outras castas angélicas e infernais como os serafins, malakins, ishins entre outros.

Eduardo Spohr escreve de uma forma fácil, porém bem detalhada, criando assim uma leitura envolvente, agradável e que não cansa nunca! É sério Veras, o livro é muito bom, tão bom que tenho receio de terminar e ver esse universo que “A Batalha do Apocalipse” criou em minha mente acabar também. Ver a angústia de uma Terceira Guerra Mundial ser declarada no plano terrestre e ainda ver ao mesmo tempo uma guerra no plano

Capa da versão encontrada nas livrarias.

espiritual entre os rebeldes liderados antes por Ablon e agora pelo Arcanjo Gabriel, contra os infernais de Lúcifer e os corruptos de Miguel é uma sensação tão única, tão épica que para mim, “A Batalha do Apocalipse” está eternizado como um dos melhores livros que já li.

O livro pode ser encontrado na versão comum ou então na edição especial com capa dura, capítulos extras, mapas da hierarquia angelical e infernal, explicação dos sete céus, detalhes de cada casta angélica, cada uma de suas habilidades, enfim, são tantos extras que fazem realmente valer a pena uma edição especial desta épica obra brasileira.

O livro contém tudo: ação, romance, batalhas épicas, política, história, fantasia, TUDO! Simplesmente não tenho nada para falar mal do livro. E deixarei bem avisado aqui, a todos meus leitores, não importando a sua religião ou crença, o livro NÃO tenta te dar nenhuma moral religiosa (sou extremamente contra isso). Ele simplesmente transforma o universo da Bíblia em uma história épica e envolvente, criando uma trama ao redor dos anjos e de sua política.

É isso meus caros Veras, estava com saudades de escrever aqui e entreter vocês, espero que tenham gostado. Até logo!.

Especial Halloween: O Maior Freak do Mundo

Olá meus caros Veras, faz tempo que não tem um post novo aqui no Vera por um simples motivo: falta de criatividade. Essa falta de criatividade deu um tempo quando estava ouvindo novamente o episódio 131 do Nerdcast: Anatomia dos serial killers. Ao ouvir este episódio pensei “poxa, aproveitarei o Halloween e falarei desses insanos lá no Vera”. E cá estou eu escrevendo para vocês sobre um dos maiores freaks do mundo: Ed Gein!

Edward Theodore Gein nasceu em 27 de agosto de 1906 e morreu em 26 de julho de 1984. Ele foi a inspiração para os filmes “O Silêncio dos Inocentes“, “Psicose” e  “O Massacre da Serra Elétrica”. Fiz uma pesquisa básica sobre esse cara e posso dizer: é o maior freak que já vi na vida. Ele foi um homicida (mas condenado por apenas 2, e para ser caracterizado como serial killer são necessários 3 ou mais assassinatos de formas parecidas) e ladrão de lápide (sim, o cara violava túmulos) estadunidense. Embora tenha sido condenado por apenas duas mortes, ele é suspeito de ter matado dez pessoas no total. Tornou-se famoso quando descobriram que ele exumava cadáveres dos cemitérios locais e fazia “troféus” de partes deles.

Edward era filho de George P. Gein e Augusta Lehrke, ambos do Winsconsin. Ed tinha também um irmão mais velho chamado Henry G. Gein. O pai de Ed era um alcoólatra desempregado. Augusta odiava o marido mas continuava casada por questões religiosas. Ela não deixava estranhos interagirem com seus filhos, Ed até frequentava a escola mas sua mãe impedia qualquer tentativa que ele tentasse de ter amigos, ela era uma luterana fanática. Dizia que todas as mulheres, excluindo ela, eram prostitutas e que o sexo tinha um único propósito que era o da procriação. Ela reservava momentos durante a tarde pra ler trechos da Bíblia sobre morte, assassinatos e castigos divinos.

Ed tinha um jeito levemente efeminado, e era alvo de bullying pelos colegas de escola. Professores e colegas relembram de algumas esquisitices dele como por exemplo, rir sozinho como se tivesse lembrado de uma piada. Apesar da fraca interação social, foi um bom aluno de leitura e economia. Ed tentava agradar a mãe, mas esta raramente se sentia feliz com os filhos. Ela costumava insultá-los, acreditando que eles seriam um fracasso como o pai. Durante toda a adolescência  e parte da idade adulta, os dois rapazes só tiveram a companhia um do outro.

O pai de Ed morreu em 1940 por causa de uma taque cardíaco. Em 16 de maio de 1944, um incêndio atacou um dos celeiros da família e nesse incêndio, Henry morreu asfixiado. Augusta morreu em 29 de dezembro de 1945. Ed ficou completamente sozinho e permaneceu na fazenda, sustentando-se com estranhos empregos. Deixou todas as divisões tal como a mãe tinha deixado, e começou a viver num pequeno quarto ao lado da cozinha. Ed só utilizava este quarto e a cozinha. Ele começou a se interessar em livros de aventura e em revistas de culto à morte. Acostumou-se a fazer visitas noturnas aos cemitérios.

A polícia suspeitou do envolvimento de Ed no desaparecimento de Bernice Worden, em 16 de novembro de 1957. Entraram na propriedade de Ed à noite e descobriram o cadáver de Worden. Tinha sido decapitada, o seu corpo estava suspenso de pernas para o ar, os seus tornozelos estavam presos a uma viga. O seu tronco estava vazio, as suas costelas estavam separadas, tal como um veado. Estas mutilações ocorreram depois da sua morte, causada por vários tiros.

Entre as coisas encontradas na casa deles estavam:

  • Crânios humanos empilhados sobre um dos cantos da cama.
  • Pele humana transformada num abajur e usada para estofar assentos de cadeiras.
  • Crânios usados como tigelas de sopa.
  • Um coração humano (o local onde se encontrava é alvo de discussões: alguns afirmam que estava numa panela no forno, outros que estava num saco de papel).
  • Pele do rosto de Mary Hogan, proprietária da taberna local, encontrado numa bolsa de papel.
  • Puxador de janela feito de lábios humanos.
  • Cinto feito com mamilos humanos.
  • Meias feitas de pele humana.
  • Bainha de faca de pele humana.
  • Caixa com nove vulvas, que Ed confessou usar, sendo que a da mãe dele estava pintada de prata.
  • Cabeças prontas para exposição ordenadas
  • Uma poltrona feita de pele humana
  • 4 narizes
  • Um terno masculino inteiramente feito de pele humana
  • Uma mesa adornada com ossos de uma canela humana
  • Nove pulseiras de pele humana
  • Bolsas de pele humana
  • Dez cabeças de mulheres cortadas acima das sobrancelhas.
  • Calças de pele humana
  • Quatro cadeiras onde a palha foi substituida por pele humana entrelaçada
  • Camisas femininas de pele humana
  • Uma cabeça pendurada em um cabide

Ed confessou ter desenterrado várias sepulturas de mulheres de meia idade, que se pareciam com a sua mãe. Ele levava-as para casa, onde ele bronzeava as peles. Ed negou ter tido relações sexuais com os cadáveres, porque, segundo ele, estes “cheiravam demasiado mal”. Art Schley, um dos policiais que interrogou Ed, o agrediu fisicamente, esmurrando a sua cabeça e empurrando o seu rosto contra um tijolo, o que tornou o primeiro depoimento de Gein inadmissível. Schley morreu com um ataque cardíaco um mês depois de testemunhar no julgamento de Ed. Os seus amigos afirmam que Schley estava traumatizado pelo horror dos crimes.

Gein foi dado como mentalmente incapaz de ir ao tribunal. Passou boa parte de sua vida no Central State Hospital, que mais tarde se tornou numa prisão. Ele foi transferido para Mendota State Hospital em Madison, Wisconsin. O julgamento começou a 14 de Novembro e durou uma semana. Ele foi considerado não culpado devido à insanidade. Ed passou o resto dos seus dias num hospital psiquiátrico. Enquanto Ed esteve detido, a sua casa foi incendiada e o carro que Ed usava para transportar as vítimas foi vendido em 1958 (tem louco pra tudo).

Ed morreu a 26 de Julho de 1984, vítima de falha cardíaca e respiratória, devido a câncer, no hospital Mendota Mental Health Institute. Sua lápide foi, por um bom tempo, vandalizada. Pessoas pegavam pedaços para usar de “recordação”. Ela foi roubada e devolvida no ano seguinte, depois foi levada para um museu em Wautoma, Wisconsin.

É isso meus queridos Veras, esta é a biografia da pessoa mais insana que eu já ouvi falar. Espero que tenham gostado deste especial de Halloween. No mais, nada mais.