Hitler pimpão

Ciente de como esse texto pode ser mal interpretado, vou tentar escrevê-lo da forma mais jornalístico-imparcial possível, deixando toda a adjetivação só no título mesmo.

Sabe Adolf Hitler, aquele pintor famoso? É, aquele escritor! Não? Bom, eu acredito que esse homem se expôs o suficiente para que sua mente fosse uma das mais estudadas da história da humanidade. E essa exposição não foi durante seu período como líder do Partido Nazista não.

“Mein Kampf” (Minha Luta) é o livro que Hitler escreveu quando esteve na prisão, em 1924 e 1925. Nele o ditador junta as teorias socialistas e racialistas para elaborar a tese nazista, criando, assim, um guia ideológico, uma verdadeira bíblia nazista, item obrigatório para cidadãos de todas as idades na Alemanha daquela época. Ah, claro, Hitler também aproveita para contar um pouco de sua história, a origem de seu militarismo, fundamentada com fatos da sua infância. Coisa pouca.

A novidade é que o livro, proibido desde 1945, vai voltar a ser publicado. Ele estava sob posse do Estado da Baviera, que zelava para que as idéias nacional-socialistas não fossem mais divulgadas. O problema é que os direitos cairão em domínio público em 2015, quando poderá ser traduzido e publicado livremente. Sendo assim, o editor Peter McGee resolveu ir preparando o povo, e soltará trechos do Mein Kampf, acompanhados de comentários de um pesquisador, situando-o historicamente e deixando claro a loucura das idéias neles expostos, para a alegria do Papa. Segundo McGee, “Uma vez exposto, ele pode retornar à lata de lixo da literatura”.

“Maritime Nocturno” é um dos quadros que Hitler pintou quando tentava ganhar a vida como artista em Viena, aos 23 anos. Algumas de suas obras estão com a família de um colega de Hitler na época, que eventualmente as oferece para leilão. Essa acaba de ser arrematada pela bagatela de 73 mil reais (mais do que o valor estimado), em uma casa de leilão na Eslováquia. O quadro tem 60 por 48 cm e mostra a lua cheia iluminando o mar. O nome do comprador não foi revelado.

O que você acha? Vale a pena ostentar uma obra de Adolf Hitler? Não, não o ditador… o homem pensante! Nós somos homens pensantes, e se usarmos nosso bom senso, nada do que foi pregado por ele e ainda é pelos neonazistas nos influenciará.

Saldo final e incontestável de tudo isso: como você pode ver, o multi-talentoso Hitler não foi talentoso em nada do que fez.

O Cálice: Responsabilidade Populacional

Olá galera, como vamos? Consegui voltar na quinta-feira para falar de política. Já está se acostumando com este termo sem ter calafrios? Espero que sim! Hoje eu decidi não falar sobre nada que tenha acontecido nos últimos dias, na verdade acontece há muito tempo e muitos de nós gostamos, claro que estou falando sobre chocolate. Vim falar sobre democracia, BUUUUU, isso mesmo!

Estava eu assistindo a um capítulo da minissérie global, O Brado Retumbante. A minissérie tem como protagonista Paulo Ventura (Domingos Montagner) eleito presidente de um Brasil fictício da noite para o dia e tem como meta política acabar com a corrupção. Nem preciso falar que ele acaba sendo alvo dos políticos corruptos, sofrendo inclusive um atentado. Enfim, o que pega é que em determinado capítulo o presidente resolve criar uma lei de Responsabilidade Pública, que considera crimes cometidos por políticos, agentes do governo e funcionários muito mais graves do que se cometidos por cidadãos comuns, lógico que ele visa pegar os políticos corruptos. O que acontece é que a lei ganha aprovação imediata da população que vê o seu direito sendo defendido por uma autoridade, porém, quando a lei vai ser votada na câmara, os políticos não a aprovam (não é de interesse deles ter punição maior pelos crimes que cometem) mesmo havendo inúmeros protestos da população e grande mobilização.  É triste, frustrante, mas faz parte da democracia, né? Bom, poderia ser diferente… QUÊ, RENATA? VOCÊ É CONTRA A DEMOCRACIA? NÃO! Não sou contra a democracia, eu só não sou muito à favor da democracia representativa, que é o regime de governo escolhido para o nosso país. Enfim, melhor do que ditadura certamente ele é, mas muitas vezes ele passa uma impressão de falsa democracia. Nós votamos nos políticos que nós queremos, com certeza fazemos, mas a partir do momento em que o ser é eleito ele tem a liberdade de fazer o que quiser, ajudando ou não, ele vai passar uns bons anos nos “representando” no congresso. Você realmente acha que um político com milhões de privilégios sabe exatamente o que a população precisa? Não, ele não sabe e muito provavelmente ele só irá atrás de leis, ou mudanças que sejam de seu benefício ou de benefício para os que o cercam… Enfim, a cada dois anos nós somos intimados (isso mesmo, somos intimados) a votar em alguém que vai representar (ou não) as nossas vontades e necessidades, como isso é muito difícil de mudar, a responsabilidade cai toda em cima da gente, está entendendo agora o porque eu digo tanto para criarmos consciência política? Nós raramente pesquisamos em quem vamos votar, você parou para pensar que parar um pouco para fazer esta pesquisa pode mudar muito a nossa situação política? Largue um pouco o facebook, 9gag, twitter e fins e crie esta consciência, só fará bem para você e para os outros milhões que residem nesta nação.

O Cálice: Ano Perigoso

Olá, querido Vera, sabe o que tem hoje, né? Na verdade era pra ser ontem, mas não deu! Eu estava muito ocupada me divertindo no Hopi Hari preparando o post para vocês! Hohoho.

Estive pensando em, durante minhas postagens, dar algumas dicas para vocês, que por mais que soem óbvias, devem ser lembradas sempre!

Primeira coisa que você precisa saber: acabou o mundo de contos de fadas, aqui ninguém é bonzinho, mas também nem todos são os vilões. Chega dessa divisão maledeta que criaram para nos ensinar o que é certo e o que é errado. Todo ato político deve ser avaliado com desconfiança, se alguém faz algo é porque quer outra coisa em troca, independente do que seja. Nenhum político faz algo de graça, por melhor que seja, ele vai fazer tudo pensando no retorno! CUIDADO! Você pode ser enganado!

Segunda coisa: acrescentando ao que eu disse no item acima, você deve ser desconfiado sobre atos políticos SEMPRE! Mas neste ano esteja mais ligado ainda, sabe por quê? Porque é a lua que rege este ano, por isso você capricorniano… WHAAAT? NÃO! Esqueça essa baboseira, precisamos ficar ligados porque este é ano de eleição, caro Vera! Por isso os políticos estão tentando apagar as merdas que fizeram nos 3 anos passados botando a mão na massa (na verdade, mandando alguém botar a mão na massa), e como brasileiro tem memória curta e os políticos se aproveitam disso… FIQUE ESPERTO! Na escola, por exemplo, a gente só se matava de estudar no final do ano, POR QUÊ? Porque não tinha feito nada o ano inteiro e corria o risco de levar bomba. Na política é a mesma coisa, só que a bomba está nas nossas mãos, ou a gente passa pro sacaninha, ou jogamos no planalto e matamos todos aqueles f… jogamos na urna, no chão, em qualquer lugar que faça barulho e mude a posição das coisas.

O Kassab está desesperado

Neste ano já é possível notar algumas movimentações marketeiras, principalmente as vindas do prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab. O cara está se mostrando um desesperado. Não vou nem mencionar a operação na cracolândia, pois isso daria um outro post inteiro, mas Kassab, que antes era do DEM, partido aliado ao PSDB (Alckmin, Serra e afins), ano passado  saiu deste partido e criou outro chamado PSD, que ainda não criou alianças, mas  está sendo frequentemente relacionado com os petistas, que são oposição do partido antigo dele! Nada oficial, mas semana passada ele procurou o ex-presidente, NO HOSPITAL, para tentar colocar alguém do seu partido como vice do candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad. Só que existe a confirmação de uma tentativa de aliança do PSD com o PSDB. O que será que Kassab quer? Ele não é burro, ele procura fazer alianças com o lado mais forte, ninguém quer estar do lado mais fraco da corda, né? Dizem que este lado sempre arrebenta… E o PSDB tem interesse da fazer alianças, assim como o PT. Para que lado será que o Kassab irá? Um partido que antes ele criticava tanto, mas que tem maioria, ou o partido que ele costumava ser aliado, mas que já teve algumas rusgas? Você acha que ele está atirando para todos os lados? Enfim, este é um motivo para se manter de olhos abertos, não é mesmo? E o que nós, Veras, faremos? FICAREMOS DE OLHO!

Resident Evil 6 anunciado e com data de lançamento!

Olá Veras, tudo bem com vocês? Hoje venho aqui com um post mais light e mais nerd. Eu precisava compartilhar minha alegria com o mundo ao saber que hoje, dia 19 de janeiro de 2012, Resident Evil 6 foi anunciado, com data prevista para 20 de Novembro

Foto que vazou hoje de manhã antes do anúncio oficial

de 2012. Ainda não temos muitas informações sobre o game, mas a sinopse segue abaixo.

Passaram-se dez anos desde o incidente em Raccoon City e o presidente dos Estados Unidos decidiu revelar a verdade por trás do ocorrido na esperança de conter o ressurgimento do bioterrorismo. Mesmo estando do lado do presidente, Leon S. Kennedy é obrigado a tomar uma decisão difícil: eliminar o chefe de estado, infectado durante um desses ataques. Ao mesmo tempo, o membro da BSAA, Chris Redfield, chega à China sob a ameaça de outro ataque. Com nenhum país livre do bioterrorismo e o surgimento desses surtos, a população do mundo inteiro está unida para lutar contra um medo onde não há esperança.
Resident Evil 6 está em desenvolvimento para PlayStation 3, Xbox 360 e PC. O jogo deve ser lançado em 20 de novembro deste ano para os consoles, confirmando os rumores anteriormente divulgados. A data para o PC não foi divulgada.

Segue o trailer oficial do jogo:

Sinceramente, o trailer já tornou-se perfeito no momento em que a Capcom voltou as raízes trazendo os zumbis de volta. Infelizmente o game parece mais um jogo de ação do que o clássico Survival Horror, mas só de ver os zumbis de volta já fazem o anúncio valer a pena.

Por hoje é só isso gente. Se mais informações forem lançadas eu atualizarei este post.

Entenda um pouco sobre SOPA e PIPA e suas consequências

Imagine você acordar, ligar sua câmera pronto para fazer um vídeo, vlog, música, o que

será mais ou menos assim que vai acontecer.

seja, ai você termina seu trabalho e manda ele pro youtube. Depois de um tempo, o youtube olha pra você e grita: “No soup for you!” (fãs de Seinfeld entenderão). É isso que irá acontecer caso o SOPA (Stop Online Piracy Act) e o PIPA (Protect-IP Act) sejam aprovados no congresso estadounidense. Criados por Lamar S. Smith nos EUA, essas duas leis têm como intuito bloquear qualquer forma de conteúdo na internet que contenha algum tipo de copyright, seja ela uma foto, música, vídeo, enfim, tudo na internet basicamente seria bloqueado. Você não poderá mais entrar no 9gag e colocar uma nova tirinha (como na foto ao lado), você não poderá entrar no youtube e postar seu vídeo tocando alguma música e também poderá até ter suas discussões bloqueadas no Facebook. Tudo que tenha alguma forma de conteúdo não poderá ser divulgado pela internet. Pra piorar, se seu vídeo ou foto não for removido, o site pode ser tirado do ar. Sim meus caros Veras, se o youtube não policiar seus usuários, ele pode ser fechado, junto com Facebook, Wikipedia e outros. Para vocês terem uma ideia do quão sem sentido é essa lei, tenho um exemplo pra vocês: Se vocês fizerem o upload de uma música do Michael Jackson, vocês poderão pegar até 5 anos de prisão, um a mais do que o médico que matou o rei do pop.

SOPA bloquearia meu post já que estou pegando uma imagem do 9GAG.

Google e Facebook já avisaram que se estas leis forem aprovadas, fecharão todos seus serviços, mesmo que por um tempo limitado. Na prática, o PIPA quer bloquear todo e qualquer site que distribua conteúdo midiático ilegal ou qualquer outro vinculado a estes sites via bloqueio de DNS (mesmo estilo de censura da China e Irã). Um exemplo de site que poderia ser fechado é o Google, já que ele agrega em seu banco de dados sites de file-sharing como Megaupload e 4shared ou então anúncios publicitários de produtos que infringem copyright.


Se essas leis já existissem há algum tempo, Twitter, Facebook, Youtube e 4chan provavelmente nem existiriam. Sites como Wikipedia, o site oficial do Mozilla Firefox, 4chan, 9gag e o site oficial do Minecraft estão em protesto contra estas duas leis. Outra pessoa que já se posicionou contra SOPA foi Barack Obama (yes, we can stop SOPA!). O presidente norte-americano disse claramente em um comunicado há alguns dias que não apoia estes dois atos. Estou citando tudo isso para mostrar a vocês a monstruosidade que estas leis podem fazer com a itnernet.

Se em 2011 a resvita Time nomeou o Protestante como a figura mais marcante do ano, devemos honrar esse título e mostrar que estes ideais não ficaram apenas no ano passado. A lei pode sim ser apenas norte-americana, mas lembrem-se a internet é de todos. Não deixemos que dominem um lugar tão vasto como a internet, seja contra SOPA e PIPA, passe a mensagem para outras pessoas, vamos fazer com que todos saibam o que estão querendo fazer com a liberdade de expressão online.

É isso ai meus caros Veras, sei que os posts de política são da Renata mas não pude deixar passar isto, espero que tenham gostado. Até logo.

Vera conversa: Marcelo Forlani – Omelete

Jornalista não tem diploma, vira noite fazendo matéria, e ainda tem que ouvir que faz a faculdade mais fácil que existe. É complicado, mas tem um lado bom: às vezes surge a oportunidade de entrevistar pessoas que você gosta e admira. Quando essa pessoa te inspirou a ser jornalista a situação fica ainda melhor. Foi justamente o que aconteceu nesse post. Conseguimos entrevistar Marcelo Forlani, editor do Omelete, que além de ser considerado como o maior site brasileiro de cultura pop, é uma das maiores inspirações desse modesto blog que vos fala.

O papo que rendeu assuntos que vão desde o porque do nome do site, até uma sambadinha de celebridades. Confira logo aqui:

 

Vera com S: Como e quando você decidiu ir para a internet? Outros meios de comunicação eram muito mais populares na época em que o site foi criado.

Marcelo Forlani: Eu era estagiário da 89FM na época em que ela ainda era A Rádio Rock. Quando foi lançado o RockWave, site oficial da emissora por muitos anos, me ofereceram uma efetivação para ajudar a cuidar do site. Era uma época em que diziam que a internet era uma “modinha”,  e mesmo sem saber nada sobre ela resolvi me arriscar. Nunca mais saí do meio.

Foto: reprodução OmeteTV

Vera:  De onde surgiu a idéia do site? E por que Omelete?

Marcelo Forlani: O Érico Borgo (também editor) e eu somos amigos desde a escola e na época costumávamos ir a uma banca depois da aula para comprar gibis. Nos reencontramos muito tempo depois, ele trabalhava na Metal Pesado e eu na Abril Jovem, na época das principais editoras de HQs do país. Começamos a conversar e tínhamos uma ideia parecida, de criar um site para aumentar e melhorar o mercado brasileiro de quadrinhos. Mas sabíamos também que se falássemos só sobre quadrinhos, continuaríamos falando para as mesmas pessoas e o mercado não cresceria. Daí veio a ideia de colocar novos “ingredientes”, novos temperos, como cinema, música, games, etc. Daí Omelete.

Vera: Como o site estourou? Qual o número de visitas hoje, e qual era esse número no início?

Marcelo Forlani: Como conhecíamos bastante de quadrinhos, quando Hollywood começou a adaptar as HQs para os cinemas, como Homem-Aranha e X-Men, nós montávamos especiais gigantescos falando dos personagens e dos criadores. Estes artigos foram se espalhando. Hoje temos 200 mil leitores diários. No começo, quando chegamos a 200 rolou até festa. Cada degrau sempre foi muito comemorado aqui dentro.

Vera: Qual o melhor e o pior evento que você já cobriu?

Marcelo Forlani: A primeira Comic-Con a gente nunca esquece. Mas já tive que ver muito filme ruim. E participei de coletivas de imprensa com a Sra. Maria “Xuxa” Meneghel.

Vera: Quanto às celebridades que vocês tiveram contato, quais foram as mais e menos simpáticas? Algo de curioso aconteceu com alguma delas?

Marcelo Forlani: Todo o elenco de “O Senhor dos Aneis” e Kate Winslett foram entrevistas muito prazerosas. Já Marisa Tomei foi péssima, não sei se é porque o filme que ela estava divulgando era horrível ou se ela é realmente arrogante. Entrevistei duas vezes o Rowan Atkinson quando ele estava lançando o primeiro Johnny English. Em uma das entrevistas, ele entrou na sala com o zíper da calça aberta e quase tropeçou e caiu no sofá quando veio dizer oi. Me senti em um episódio do Mr. Bean.

Vera: Alguma já reagiu de forma diferente ao saber que vocês são do Brasil ?

Marcelo Forlani: Em geral as pessoas adoram saber que você é do Brasil. Algumas começam a cantar, dar uma “sambadinha”. É festa!

Vera: O que você acha do cinema brasileiro atual? Concorda com a indicação de “Tropa de Elite2” para o Oscar?

Marcelo Forlani: Gosto do cinema atual e acho justíssima a indicação de Tropa 2. O filme é muito bom.

Vera: Antes de o Omelete entrar no ar, você sentia falta de algo ligado a cultura na web brasileira?

Marcelo Forlani: Não necessariamente a cultura, mas que falasse o que eu queria ouvir. Este foi outro ponto que levou o site a crescer: a linguagem não era pesada como uma “Bravo” ou o site “Contracampo”, com análises densas sobre filmes. O Omelete sempre foi mais para uma conversa com os leitores, sobre os assuntos que a gente gosta.

Vera: Em 2009, o Fantástico, da Rede Globo, cobriu a Comic Con. O que você acha de uma grande mídia se interessar pelo público nerd? Vocês se sentem ameaçados de alguma forma?

Marcelo Forlani: É a prova de que os estamos na moda. Não somos mais um nicho, somos mainstream. Não nos sentimos ameaçados, a nossa cobertura é muito mais focada do que a deles, que têm que falar para o grande público e de forma bastante abrangente.

 

Todos os jornalistas aqui do Vera agradecem mais uma vez pela entrevista, e desejam ainda mais sucesso para o Omelete, Forlani e cia! Em breve voltaremos com mais entrevistas, inspirações e revelações aqui no Vera conversa, valeus.

O Cálice: Mexa-se

Olá, boa noite. Hoje falaremos de política, blablablawhiskassacheblablabla… Tenho certeza que você parou de ler depois da palavra “política”. Ela choca, né? Mas não se assuste, pessoa, aqui você vai começar a adorá-la, believe me!

Sabe aqueles momentos em que alguém puxa este tipo de assunto e você só concorda porque não faz idéia do que estão falando? Esses tempos mudaram ,meu querido Vera, agora você vai opinar, criticar, acrescentar e discordar do que disserem, talvez você perca uns amigos por aí, mentira, seus amigos vão te idolatrar e sempre vão querer saber o que você pensa sobre esta palavra maldita: política!

Sabe o que mais você vai começar a fazer? QUESTIONAR, pois é, questionar, e é isso o que os governantes temem: pessoas que questionam. Pessoas deste tipo provavelmente já têm os olhos bem abertos ao que ocorre na política brasileira e sim, elas começam a se mexer contra isso.

Protestar é um direito do cidadão brasileiro, pois vivemos em uma democracia não muito democrática diga-se de passagem, todos nós podemos sair às ruas para buscar o que nós achamos que seja certo! Hoje mesmo, em São Paulo, ocorreu um protesto pela diminuição da passagem do ônibus, não somente pela diminuição, o protesto levou a ideia do “passe livre”, já que ir e vir é um direito de todos e não deve ser cobrado. O serviço de ônibus é terceirizado, ou seja, uma empresa contratada pela prefeitura presta este serviço, explicando, então, a cobrança da tarifa de ônibus, visto que a empresa não presta este serviço de graça, mas e se os ônibus e seus serviços ficassem somente a cargo da prefeitura? não precisaria ser cobrado, né?  já que pagamos impostos demais! Este foi outro item mencionado no protesto.

O protesto, que foi organizado pelo facebook, começou na porta da prefeitura de São Paulo e foi até a porta da Secretaria de Transportes, a caminhada foi embaixo de chuva e feita em meio a muitas músicas e mensagens de conscientização, tinha cerca de 150 pessoas, apesar de não ser um grande número, fizemos barulho! Estou rouca, não conseguia mais gritar, mas mesmo assim continuei, todos continuaram. A polícia esteve presente o tempo inteiro, mas não se manifestou, observava e tentava controlar o trânsito por onde passávamos, o que foi um alívio, já que eu não estava afim de tomar bala de borracha! Hahahaha.

É muito emocionante estar no meio de um protesto, ainda mais quando é por algo que é pela melhoria de todos, sério, arrepia! Você olha pros lados e vê uma galera gritando contigo e pensa “não estou sozinho, tem gente que está vendo o que acontece, vamos fazer tudo valer a pena”. Bom, espero que realmente valha a pena, pelo menos estamos fazendo a nossa parte, e pode ter certeza de que os governantes se sentem incomodados quando vêm algum tipo de mobilização. E você? está começando a abrir os olhos? Se empolgou para ir ás ruas em busca do que é seu por direito? Consegui fazer uma luzinha se acender aí dentro? Espero que sim, pois este é um dos objetivos desta coluna. Se você se sente parte de algo importante e quer fazer a diferença só digo uma coisa: mexa-se.

Galera rumo à Secretaria de Transportes