You, yourself, and youpix: a ida dos Veras à maior festa da interwebz


O relógio já passava das duas da tarde quando os Veras conseguiram sair da sua maravilhosa intituição de ensino (matando as duas últimas aulas). O Sol estava forte, e o céu azul, tudo de acordo quando seu destino é o Parque do Ibirapuera, mas algumas horas depois estavamos amaldiçoando o mesmo sol que tanto agradecemos. Por que? Simples: fomos ao parque a pé e nos perdemos dentro dele por duas horas até achar o local exato da festa.

É, meus caros Veras, a coisa já estava começando a ficar feia, e tive quase a certeza por alguns momentos que aquilo não ia dar certo. Mas eu estava errado. E como. Chegando ao Youpix, que ficava localizado no Porão das Artes, perto do estacionamento que fica ao lado da Bienal (sim, eu nunca mais vou esquecer isso) o clima mudou: o mal-humor que estava começando a tomar conta dos que vos escrevem com tanta felicidade simplesmente sumiu, e ao ver alguns dos caras que inspiraram esses três jovens escritores a começar esse blog de perto, e mais do que isso, conversar com eles e comentar sobre o Vera, foi simplesmente épico.

A primeira grande inspiração que a gente encontrou lá, foi logo ao chegarmos, e era ninguém mais ninguém menos que Fabrício Carpinejar. E eu não podia esperar mais simpátia do cara, com a careca que ele mantém com muito orgulho e um sorriso no rosto, o @CARPINEJAR não foi por um único segundo arrogante e ainda recebeu com muita simplicidade o nosso cartão improvisado (vamos falar disso mais pra frente), já da pra imaginar minha alegria né? Não quis muito atrapalhar ele, já achei um privilégio o cara dispor tempo pra conversar com ele e ainda falar que ia acessa o blog que você está lendo! Mais do que isso era pedir demais, então meio envergonhado e tentando conter um pouco a felicidade gritante, sai de lado agradecendo o cara.

Logo depois dessa cena que pra mim foi super emocionante ouvi uma voz familiar estourando nos autofalantes do porão das artes, um amontoado de gente começava a brotar envolta de pequenos puffs, olhei no relógio e estava na hora… do COZINHA HARDCORE.

Corri para lá, e como todo bom jornalista dei cotoveladas indiscretas para abrir caminho, e lá estava um lugarzinho, reservado, e bem em frente ao palco. Cauê Moura estava animado e não parava de repetir o quanto estava assustado com o número de pessoas que estavam ali (haviam mais ou menos umas 80 pessoas) porque o Big Big Mac havia sido calculado para 30, então só havia um modo de conseguir uma fatia daquela ilha das flores do colesterol: provando que se era digno. Você já deve ter assistido uma daquelas competições de comedores de cachorro quente, e se não:

Agora imaginem isso com 9 quilos de picanha… pois é. Uma amiga minha competiu simplesmente com a Amanda do La Fenix e depois, por acaso o que vos fala foi escolhido para ser um dos competidores. Não ganhei, mas provei todo aquele bacon *-* Depos da competição, os Veras foram falar com o Cauê, e novamente fomos surpreendidos pelo carisma do cara. Ele elogiou o nome do Vera, e ainda falou que curtiu a camiseta do nosso Mateus (que era do Guia do Mochileiro das Galáxias). E quando nos despedimos, a sensação de missão cumprida já estava começando a aflorar sobre os blogueiros dessa URL, mas o youpix não tinha acabado, nem o nosso ânimo.

Aliás eu tenho que citar aqui, a organização do evento fez coisas simplesmente GENIAIS, fazendo jus ao estatos de maior feira da internet fora da internet: um telão gigante em cima do gigantesco bar (que era open!) mostrava dados e curiosidades sobre o evento, como quatas vezes você já tinha pasado pelo bar, qual o nome mais comum (Rafael) e muitas outras coisas que entretiam e interagiam com o público. Andando pela feira, entre uma água e outra, vi um rosto familiar, e as palavras TEQUILA e MSN vieram na minha cabeça. Outra pessoa não podia me remeter às duas coisas se não Rodrigo Fernandes (o Jacaré Banguela ), a terceira inspiração vista de perto no mesmo dia! Era muito bom pra ser verdade. Esperei ele acabar de conversar com um outro fã e logo começamos a conversar com o cara. Preciso falar que ele foi simpático? Não né? Ok, porque eu acho que o bom humor do cara ao vivo consegue ser ainda maior do que diante das câmeras, e não se mostrou nem um pouco estrela diante da gente, muito pelo contrário, deu dicas para os Veras com toda simpatia e bom humor. Mais uma vez a gente agradeceu o cara e pediu pra ele acessar mesmo, porque ia ser super importante pra gente (espero muito que ele esteja lendo isso agora!).

E foi isso… Brinks, o dia ainda não tinha acabado, por mais louco que parece, ainda tinham algumas coisas pra acontecer.

Logo depois de conversarmos com o @jbanguela vimos o Cid, do Não Salvo. No começo ficamos meio tímidos de irmos falar com o cara, mas superamos o medo e fomos em frente, o @naosalvo estava dando uma entrevista para o coelho do Agora É Tarde antes de falar com a gente, mas nos tratou de igual para igual, também deu conselhos pro Veras e falou que ia dar uma passadinha aqui também (sim essa frase vinda da boca de pessoas desse nível me faziam agradecer ter matado a aula de Ética  e ter começado esse blog). Juro que vi a cena do Cid colocando o post-it (a gente não preparou cartões, então escrevemos em post-its a url do blog e entregamos para os caras… sim tivemos essa coragem) na carteira, e aquele frio na barriga subindo de forma lenta e tensa, enquanto me despedia do Troll do ano.

Finalmente estamos chegando ao fim, já estávamos indo embora do youpix quando aconteceu. Estávamos conversando sobre como faltou uma pessoa lá, um cara que seria muito foda de bater um papo, quando de repente avistamos um homem surpreendentemente alto do outro lado do salão. E era ele mesmo! Ronald Rios, senhoras e senhores, estava a alguns metros de nós e bom… não resitimos. Fomos falar com ele, esperamos um tempo enquanto ele conversava com uns amigos, tomamos coragem e falamos (jurava que iria tomar um esporro, não que acho Ronald grosso, longe disso, mas o humor dele pode machucar às vezes. Mas um soriso se abriu no rosto de Ronald, e a mão dele se estendeu na minha direção… é, bicho!). Batemos um papo com ele, discutimos sobre o Brazilians (veja!) e mais algumas coisinhas e também entregamos nosso “cartão” nas mãos DO CARA.

Esse foi nosso youpix, e vocês devem ter percebido que foi um post muito mais desabafo do que jornalístico em si, mas essa foi a ideia mesmo, o youpix é um lugar que aproxima você dos seus idolos da net, e permite você ser tiete ao invés de Stalker, então fizemos um texto-tiete, com muito orgulho. Todos nos trataram com carinho e prometeram visitar o Vera (espero muito que eles estejam lendo isso agora). Obrigado por tudo, a única coisa que nós queremos é que esse site vingue e traga cada vez mais entretenimento pra vocês. E fica de dica pros leitores daqui ir no próximo festival, e se vierem falar com a gente ficaremos muito felizes… tipo mesmo😉

Uma resposta em “You, yourself, and youpix: a ida dos Veras à maior festa da interwebz

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s