O fim dos domingos tediosos


Quando um amigo meu veio todo animado “cara, tenho que te levar em um lugar muito legal! Tem música boa, bem eclética, cerveja  e até um churrasquinho de aperitivo”, pensei “nossa que lugar foda”, mas nada me pareceu tão surpreendente até ele soltar a frase “e tudo isso é de graça”. Veras, tenho que confessar a vocês que minha cabeça explodiu na hora que eu li isso! Onde eu acharia algo pra fazer em um domingo tedioso que unisse música boa, cerveja e ausência total de custo (na verdade tem um sistema onde você contribui com quanto quiser. Ainda bem que levei dinheiro, ficaria triste se não tivesse doado)? Eis que ele me responde “É um lugar chamado Casa Fora do Eixo. É um projeto que acontece em todo o Brasil para divulgar bandas independentes de todos os estilos. Do Reggae até Indie Rock”. Na mesma hora eu já topei ir, embora estivesse meio receoso por não conhecer o lugar onde ficava nem como ele seria.

Chegando lá eu continuava receoso porque o lugar é resumidamente uma casa toda grafitada e tocando música alta e eu não conhecia ninguém a não ser meu amigo e outro amigo dele. Como não tínhamos muito que fazer, fomos ver a primeira apresentação que estava acontecendo. A banda que estava se apresentando era Babi Jaques e os Sicilianos, uma banda pernambucana. Infelizmente eu não vi a apresentação inteira, apenas as duas ultimas músicas, mas foi o suficiente pra me fazer comprar o CD da banda. Colocarei aqui embaixo uma das músicas deles.

À tarde só havia começado. Logo em seguida veio o grupo de Reggae QG Imperial com Monkey Jhaymam. Infelizmente não tenho vídeos nem nada pra colocar pra vocês além da minha humilde opinião e já que isso é tudo, resumirei em: MUITO BOM! Mesmo eu que não sou fã de reggae me empolguei no show deles.

Após a sessão de Jah vieram os Vespas Mandarinas, uma banda de rock paulista muito boa, com um som pesado em certas partes e mais descontraído em outras, formando assim, belíssimas canções. Todos os integrantes bem carismáticos fizeram até piada, pois logo após a primeira música, o baterista deles rasgou a pele do bumbo. Todo esse carisma e a música de altíssima qualidade torna qualquer um naquela plateia um fã automático.

Após os Vespas, subiu ao palco o Apanhador Só, uma banda de indie rock bem mais calma que a anterior e com um diferencial: usavam alguns materiais recicláveis como instrumentos! Na apresentação de hoje eles apenas usaram sua “bicicletinha” símbolo da banda e do álbum deles. A “bicicletinha” é realmente pequena, porém tinha uma roda gigante virada para cima onde em certas músicas eles faziam sons em quanto ela estava girando! Genial esse toque na música, sútil, porém único. A banda tem todo um álbum acústico em que usam apenas um violão e materiais recicláveis para percussão e outros sons.

Depois de tudo isso posso dizer com total certeza, que a Casa Fora do Eixo é um lugar único em São Paulo, o lugar perfeito para ouvir música boa sem se preocupar com nada. Infelizmente não pude ver todas as apresentações, mas ainda aconteceram shows de Ava Rocha, Feiticeiro Julião e Emicida.

A line-up da Casa muda todos os domingos. Ela fica na Rua Scuvero, 282 – Liberdade. Para mais informações visite aqui o site do projeto.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s